[baixar versão zipada]

– 1º de abril –

A brincadeira surgiu na França, no reinado de Carlos IX (1560-1574). Desde o começo do século XVI, o ano-novo era comemorado em 25 de março, com a chegada da primavera. As festas, que incluíam troca de presentes e animados bailes noite adentro, duravam uma semana, terminando em 1º de abril.

Em 1562, porém, o papa Gregório XIII instituiu um novo calendário para todo o mundo cristão – o chamado calendário gregoriano – em que o ano-novo caía em 1º de janeiro. O rei francês só seguiu o decreto papal dois anos depois, em 1564, e, mesmo assim, os franceses que resistiram à mudança, ou a ignoraram ou a esqueceram, mantiveram a comemoração na antiga data. Alguns gozadores começaram a ridicularizar esse apego enviando aos conservadores adeptos do calendário anterior – apelidados de “bobos de abril” – presentes estranhos e convites para festas inexistentes. Com o tempo, a galhofa firmou-se em todo o país, de onde, cerca de 200 anos depois, migrou para a Inglaterra e daí para o mundo. Mas, a despeito do 1º de abril, é certo que todos mentem e fica apergunta? Por que mentimos? Quem nunca inventou uma desculpa para escapar de um compromisso ou “distorceu um pouco” os fatos para impressionar alguém? A lista de motivos que podem levar uma pessoa a mentir é praticamente interminável. Será que existe algo em comum entre eles? Em estudo recente, os pesquisadores Shaul Shalvi, da Universidade de Amsterdam (Holanda), Ori Eldar e Yoella Bereby-Meyer, da Universidade Ben-Gurion do Negev (Israel), investigaram fatores que podem estar por trás de um comportamento desonesto. Para começar, eles usaram como base duas premissas confirmadas por pesquisas anteriores: a de que o primeiro instinto da pessoa faz com que ela busque servir seus próprios interesses; e a de que as pessoas mostram uma tendência maior a mentir quando conseguem justificar a mentira para si mesmas. Shalvi e seus colegas imaginaram que um terceiro fator poderia incentivar uma mentira: o tempo

Saiba mais sobre isso ouvindo este episódio…


PARTICIPANTES

VEJA MAIS
FONTES

LINKS CITADOS NESTE EPISÓDIO

MÚSICAS DESTE EPISÓDIO

■ Tim Maia – Você mentiu
■ Bryan Adams – I’m a liar
■ ELO – Endless lies
■ Evanescence – Lies
■ New Order – Liar
■ America – She’s a liar
■ Oasis – I can see a liar
■ Deep Collective – Lies
■ Christian – Lies
■ Queen – Liar
■ Erasmo Carlos – Pega na mentira
■ La Ley – Mentira
■ Adele – Set fire to the rain
■ Alphaville – Big in Japan
■ Aphodite Child –  Rain and Tears
■ Barry White – Never, never gonna give you up
■ Chris Isaak – Can’t help falling in love
■ Daryl Hall & John Oates – I Can’t Go For That (No Can Do)

  • This can only be a lie.

  • Aerolitos 500!!
    Só daqui uns 20 anos pelo jeito que ta indo kkk!!!

    Fala galera, ótimo programa como sempre, uma mentirinha aqui outra ali, quem nunca? Quem nunca teve aquele amigo xarope que inventava mil história pra se aparecer em todos os sentidos? É realmente lamentável, porque a pessoa vive aquela mentira, e como comentaram aí, chega a ser doentio. Grande pesquisa para o podcast, realmente ficou bem bacana o episódio!!

    Ps1: Pô, essa leitura de comentários está totalmente manipulada eu falei “não ouvi e não gostei, mentira, ainda to ouvindo, depois eu volto” sacanagem isso aí! E Seu Francisco Raul Seixas, eu não sou alemão, sou Brasileiro!

    Ps2: Aguardem em breve comunicado oficial do Igreja Podcast dos Seguidores do TemaCast.

    Ps3: Cadê a Larissa Abreu?

    Valeu senhores, abraço!

    • Obrigado pelo comentário e pela visita, Léo!
      Respostas:
      Ps1: Vou te dar um desconto pela mentira já que o episódio é exatamente sobre “a mentira”!
      Ps2: Estamos aguardando, pastor Léo!
      Ps3: Segundo ela, está impossibilitada.
      Ps4: Um dia vou ter um!

      abraço!

    • Nerdanderthal

      Gostaria de lembrar que a ideia da IPST foi minha!!!!
      Se essa Igreja for pra frente, vou querer meus 10% no cash! (ou no cast?)

      • Caraca! os bispos já estão brigando!
        hahahahaha!

        • Nerdanderthal

          Ele será o PASTOR e cuidará do REBANHO. Eu serei o TESOUREIRO e ARREBANHO a grana!

  • Bárbara Damasceno

    Olá, pessoal do TemaCast.
    Parabéns pelos programas, já ouvi todos e gostei muito!
    O meu predilleto é o episódio sobre a Felicidade (que foi o primeiro que eu ouvi, por indicação de um amigo).
    Sobre o episódio 16, minha contribuição é a indicação de um seriado americano, com 3 temporadas, sobre mentiras: “Lie to me”, traduzido como “Engana-me se puder”. Eu assisti tudo e achei muito interessante.

    Abraço!

    • Olá Bárbara!
      Muito legal ter uma menina por aqui, viu?
      Obrigado pela participação, pelos elogios e indicação.

      abraço!

    • Legal, obrigado Bárbara, por nos ouvir, comentar e por indicar essa série.

  • Bruno Wiltemburg

    Ola pessoal do Tema Cast. Sou fã desde o episódio sobre a história do sal. Desde então ouço todos os episódios assim que são lançados. O episódio “O Brasil tem jeito” foi uma grata surpresa devida a presença do senhor Luciano Pires, do qual sou fã há muito tempo.
    Os episódios sobre a Guerra Fria foram sensacionais. Acho que poderiam aproveitar o conhecimento do Igor para fazer um episódio complementar à este segundo (das tecnologias derivadas da Guerra Fria), no qual poderiam abordar a história e evolução da computação, bem como tendências nesta área num futuro próximo.
    Gosto muito do formato do Podcast e da forma como o conduzem.
    Vida longa e próspera!

    • Olá Bruno…
      Obrigado pela visita, comentário, elogios e sugestão. Com certeza temos algo no sentido que sugeriu para um episódio futuro. Não deixe de ouvir no próximo episódio a leitura de emails e comentários onde certamente haverá mais informações sobre o que falamos aqui!
      Grande abraço

    • Oi Bruno,

      Muito obrigado por seu comentário. Adorei sua sugestão e com certeza vai para nossa lista de pautas futuras.

      Um grande abraço!

  • Olá Francisco

    Como de praxe um tema muito interessante e ao mesmo tempo entretenido.

    Achei excelente a pauta, e as abordagens históricas de mentiras e a consequência delas.

    Acredito que tenha faltado abordar a relação das culturas com o ato de mentir. Fábulas como a do “Pedro e O Lobo” e “Pinochio” que tem clara intenção de doutrinar as crianças a não mentir.

    Um outro ponto que senti falta, é a abordagem dos jogos que mentir (ou blefar) faz parte das regras como Truco, Pocker e outros jogos de cartas.

    Um grande abraço.

    Luciano

    • Olá Luciano!
      O Pinóquio foi levemente referenciado pelo Igor na abertura quando disse “Eu sou o Azagal e eu só quero ser um menino de verdade”. Sobre os jogos, em outra parte do episódio o Igor também se refere ao blefe do poker, mas claro, foram beliscadas de leve para temperar o assunto!
      Obrigado pelo comentário, elogio e pelas observações feitas.
      Não se esqueça, dia 15 tem outro episódio no ar!

      abraço

      • Oi Francisco

        Eu vi as “beliscadas”, mas eu só senti falta mesmo. Mas é um detalhe tão pequeno, que a qualidade do episódio não fica comprometido em nada.

        Mas, que senti falta do truco (que é um jogo latino, e existe tanto no Brasil como fora dele) eu senti….

        E pode deixar.. dia 15 eu estarei à postos para prestigiar o episódio

        Abs

        Luciano

  • Rodrigo Araujo

    Olá Francisco e Igor. Também cheguei aqui pelo Café Brasil e só posso dar o parabéns para vocês pelo podcast muito bem produzido! A periodicidade pode não ser das maiores, mas a profundidade e esmero que os temas são debatidos justificam os intervalos.

    Como novo ouvinte não prometo fazer a “maratona”, pois os áudios são longos e normalmente não em sobra muito tempo para garantir que vou ouvir todos, mas já estou “pinçando” uns podcasts antigos para ir ouvindo aos poucos. Gerra Fria parte 1 (sim, ignorei o aviso para ouvir o 1 antes do 2 mas gostei tanto do 2 que vou voltar para ouvir o 1), Raul Seixas e Barão de Mauá já estão na fila.

    Quanto ao #16, quando vocês falaram do site do Rio Grande do Sul com notícias falsas me lembre do http://www.diariopernambucano.com.br/, onde o autor brinca com o bairrismo e mania de grandeza dos Pernambucanos :). É muito engraçado ver pessoas compartilhando notícias deles como verdadeiras, as vezes dá para ter a nítida certeza que a pessoa vê o título e compartilha o link sem nem ao menos ler o conteúdo da notícia, que de tão absurdo qualquer pessoa (será mesmo?) saberia que é uma brincadeira.

    • Olá Rodrigo!
      Seja muito bem vindo por aqui. Quanto a periodicidade não há como ser diferente pois eu e o Igor não sobrevivemos do cast e temos que ir tocando nossas vidas particulares, com nossos empregos, etc. Aliás, não ganhamos nada, só gastamos, hehehehehe!
      Além disso, tentamos produzir conteúdo com boa qualidade e isto requer dias de pesquisa, pauteamento, confecção de vitrine, programação de feed, postagem do episódio entre outras tarefas que uma produção destas requer e que são transparentes ao ouvinte. Optamos pela melhor qualidade possível em detrimento da quantidade.

      Obrigado também por vir comentar, elogiar e apoiar o Temacast e pelo link do diário pernambucano. Vou lá rir um pouco!

      abraço e até a próxima

      • Rodrigo Araujo

        Entendo perfeitamente a periodicidade Francisco, estava apenas corroborando com a justificativa de vocês. Até porque uma periodicidade maior complicaria até para que eu acompanhasse o podcast.

    • Obrigado, Rodrigo! Seja bem-vindo!

  • nosredna

    Muito bom o episódio, parabens pessoal do tema cast, conheci vocês no cafe brasil e já virei fan.

    No aguardo dos próximos episódio,

    Abraços.

  • Nestor Florez Alvarez

    Oi gente, primeiro episódio que ouço neste podcast, conheci também pelo Café Brasil. Muito muito legal… gostei muito… ouvindo na Colômbia para praticar meu português e conhecer um pouquinh o mais do Brasil… Cumprimentos e abraços!

  • Cliff Rodrigo Silva

    Poxa, que tema interessante! Falar sobre a mentira….hahaha….foi uma ótima sacada. Muito bom cast, como sempre, trouxe várias informações que eu desconhecia. A única ressalva, pra mim, é que poderia ter um psicólogo ou psiquaitra como convidado, para poder desenvolver em detalhes a mentira na psiquê humana. Teria sido um complemento interessante. De resto, um excelente cast, como sempre! Parabéns pelo trabalho e por esses trmas sempre surpreendentes.
    Abraços!

  • Diogo Valiati Luvisa

    Parabéns pelo trabalho Francisco Seixas e Igor Alcântara! Acabo de ouvir este Podcast sobre a mentira. Realmente é intrigante a “realidade” paralela com que algumas pessoas que adotam a mentira sobrevivem. Dizem que o triste não é mentir e sim passar a acreditar nas próprias mentiras. Fato ou não, melhor não mentir (risos). Escutei há alguns dias também o Podcast “O Brasil tem jeito?” e vi como muito oportuno o tema dado o momento que vive nosso País e a situação que se arrasta há tempos. Vejo que se não houver uma profunda mudança cultural e social no Brasil a nossa linha vai ser cada vez mais recessiva. Precisamos despocotizar o País como bem menciona o Luciano Pires! E quanto a esperança do povo brasileiro que sempre é lembrada no estrangeiro, há anos ouvimos que o Brasil é o País do futuro, porém para que se tenha futuro há de se construir o presente. Vou entrar num ponto que talvez saia um pouco do tema: Em tempos de colégio, lembro-me que professores falavam que em uma eventual guerra por água o Brasil seria combatido por que aqui estão as grandes reservas de água. Hoje vemos muitos reservatórios do País com sua capacidade quase zerada e países que pouco tem água conseguem conservá-la sem privar sua população do consumo. Somos desorganizados e confiantes demais! Precisamos raciocinar e agir e não simplesmente esperar! Parabéns pela excelente ferramenta que vocês nos apresentam! Forte abraço.

    • Diogo, normalmente nós respondemos a todos os comentários prontamente. Não acredito que o teu tenha passado sem que víssemos. Desculpa a demora, ok?
      Teu comentário é muito legal e demonstra o quanto você captou o conteúdo do episódio sobre a mentira e tb do O Brasil tem jeito?
      Obrigado pela visita e um grande abraço

  • Lucas Albuquerque

    Meu nome é Lucas Albuquerque. Tenho 26 anos e moro no DF.
    Cheguei no podcast de você pelo Café Brasil. Agora estou fazendo a maratona. Ouço, em média, dois episódios por semana. Então caso leiam este comentário no programa talvez eu demore um pouco escutá-lo. Sei que recebem milhares de elogios por dia… mas vai mais um aqui: ouço muitos podcasts e o de vocês é aquele que considero que possui maior conteúdo. Além disso a parte técnica é excelente: o volume e a edição são ótimos. O tom de voz e o ritmo dos convidados geralmente se encaixam muito bem com a proposta do Cast. Gosto muito, também, das escolhas dos temas. Este episódio aqui sobre a mentira é um dos meus favoritos. A longa duração de alguns programas não me incomoda, pelo contrário: às vezes acho curto demais (imagino que a toada seja tão agradável que nem reparo que já se passaram 100,150 minutos). Se possível repitam o modelo da retrospectiva que fizeram no ano passado no final de 2015.
    PS: os comentários dos ouvintes agregam muito aos programas. Acho é o podcast com o melhor público também. Sempre acompanho a leitura de e-mails com atenção pois geralmente sai coisa boa dali.

    • Olá, Lucas!
      Obrigado pela visita, comentário e elogios. Estamos sempre tentando levar o melhor conteúdo que possamos produzir e ficamos felizes quando temos retorno dos ouvintes, tanto para elogiar quanto para criticar construtivamente.
      Atualmente temos apenas lido os nomes das pessoas que comentam aqui no site e reservamos a leitura dos emails que são privados. Infelizmente se lêssemos todos os comentários o bloco ficaria muito grande e o episódio mais ainda, mas agradecemos e respondemos os comentários.

      grande abraço

      • Lucas Albuquerque

        Imaginei que a dinâmica pudesse ter mudado. Se os comentários e e-mail aumentaram suponho que isso signifique sucesso. O importante é que continuem com a qualidade de sempre. Obrigado pela pronta reposta. Abraço

  • Vitor Urubatan

    Meus caros!
    Excelente discussão.
    Recentemente eu acompanhei um cast muito famoso no qual o tema era a “Mentira”.
    E é legal ver que o cast de vocês abordaram outros fatores da discussão não retratados nesse outro podcast rsss.

    Realmente há casos complicados, que dizem respeito a isso.
    Eu mesmo conheci uma pessoa no qual tenho muito apreço e que tinha esse problema.
    Pessoalmente nunca havia suspeitado, já que não haveria razões para o mesmo.
    Porém outras pessoas no grupo social que convivíamos passaram a suspeitar de coisas.

    Um certo momento não havia mais como sustentar a relação e muitos tiveram uma reação negativa ao ponto de evitar a presença desta pessoa e até mesmo cortar amizades.

    Felizmente hoje, creio eu, que essa pessoa está bem. E esse problema foi controlado de certa forma, já que não se houve mais problemas quanto a isso.



    Bom no fim das contas tudo o que disse nesse comentário pode não ser verdade rsss.

    Mas para não deixar sombras de dúvidas deixarei uma mensagem sincera.
    Excelente trabalho, continuem assim, vocês são fera!

    • Olá Vitor,
      Eu também conheci uma pessoa com problemas com a mentira. Infelizmente essa pessoa continua firme nas inverdades, mas todo o pessoal do circulo já sabe como é todo mundo releva e sabe qdo o papo e falso.
      Obrigado por mais este comentário!

      abraço

      • Vitor Urubatan

        Rsss vamos que vamos cara.
        Estou chegando ao presente!

  • Augusto Ganzert

    Sabe o que o primeiro de abril me lembra? Daquele escritor brasileiro, Marcos Rey. Ele faleceu no 1º de abril de 1999. Ele é o autor que eu mais gosto. Um dos poucos, eu diria. Conheci ele pela Serie Vaga-Lume. Escreveu 15 livros para essa série juvenil! Li todos, e ainda estou lendo outros livros dele que são para adultos. Nesses livros ele mistura o gênero policial com o picaresco. São bem cativantes. 😀

    • Não conheço este autor, mas obrigado pela indicação Ganzert!
      abraço

TemaCast © 2014-2017
Scroll Up