[baixar versão zipada]

– Beatles – Lado A –

Antes de começarmos falando sobre essa que é por muitos considerada a mais importante banda de rock de todos os tempos, precisamos lembrar que parte dessa história nós já comentamos lá no Temacast #12, onde abordamos a invasão de bandas inglesas ao mercado norte-americano na década de 1960. Este acontecimento ficou conhecido como “British Invasion” e fez o mundo conhecer bandas como The Who, Rolling Stones, The Kinks e muitas outras. E tudo começou com quatro garotos nascidos no interior da inglaterra: os Beatles. Então se você quiser conhecer mais sobre este período, nós recomendamos que você também escute o Temacast #12 – British Invasion.
Antes de entrar na história da banda em si, precisamos saber um pouco das pessoas por trás do mito e para isso vamos falar sobre quem eram John, Paul, George e Ringo. Depois que a banda começou a ficar famosa, a liderança foi naturalmente dividida entre John e Paul, mas no início todas as decisões importantes, incluindo o nome do grupo, eram tomadas por um garoto quase órfão chamado John Winston Lennon.

John nasceu em Liverpool em 9 de Outubro de 1940, filho de Julia Spencer e Alfred Spencer. O pai de John trabalhou na marinha mercante durante a guerra e sempre mandava dinheiro para a família, mas depois de um tempo ele deserdou e, com isso, parou de ajudar em casa.  Na prática, Júlia não era mais esposa de Alfred e ninguém sequer sabia em que lugar do mundo ele se encontrava, mas no papel eles ainda eram casados. Por isso, quando ela começou a namorar e depois a morar junto com Bobby Dykins, a família pressionou muito, pois eles consideravam que ela vivia em pecado. Depois de muito pressionada, Júlia deixou seu filho sob os cuidados de sua irmã, Mimi, que foi quem o criou de verdade. Isso aconteceu pouco antes dele completar cinco anos de idade. Neste período, ele ficava um tempo sem ver a mãe, mas de tempos em tempos passava algumas tardes com ela ou …

Saiba mais sobre isso ouvindo este episódio…


PARTICIPANTES

VEJA MAIS
FONTES
  • Igor Alcantara (conhecimento e pesquisa pessoal)
  • Outras fontes

MÚSICAS DESTE EPISÓDIO

Beatles

■  Greetings [Speech] ■  From Us to You [#] ■  I Saw Her Standing There
■  Roll over Beethoven
■  That’ll Be the Day
■  Hippy Hippy Shake
■  In Spite of All the Danger
■  Sweet Little Sixteen
■  Lend Me Your Comb
■  Your Feet’s Too Big
■  Twist and Shout
■  Mr. Moonlight
■  Julia
■  A Taste of Honey
■  Kansas City-Hey-Hey-Hey-Hey!
■  Hully Gully
■  Ask Me Why
■  Red Sails in the Sunset
■  Everybody’s Trying to Be My Baby
■  Matchbox
■  I’m Talking About You
■  Shimmy Shake
■  Long Tall Sally
■  I Remember You
■  Nothin’ Shakin’ (But the Leaves on the Trees)
■  Falling in Love Again
■  Little Sheila
■  To Know Her Is to Love Her
■  Money (1962) by the Beatles with Pete Best
■  My Bonnie – With Tony Sheridan
■  Anna (Go to Him)
■  The Quarrymen – Maggie Mae
■  John Lennon – Mother
■  George Harrison – Isn’t It a Pity
■  Paul McCartney – And I Love Her
■  Paul McCartney – My Love
■  The Hollies – I’m Down
■  The Hollies – Long Cool Woman In A Black Dress
■  The Hollies – The Air That I Breathe


NOSSO GRUPO NO FACEBOOK

Se você quer participar do nosso grupo basta ir em https://www.facebook.com/groups/temacast.saibamais/.

Participando você poderá sugerir pautas, interagir com outros ouvintes e saber com antecedência de várias coisas que ocorrerão no Temacast.


  • Cesar Moreira de Sousa

    (São Paulo, 35 anos, casado, assistente social e escritor diletante entre uma e outra dose de uísque barato…)

    Senhoras e senhores do Temacast, bom dia!

    Queria agradecer pelo excelente trabalho que vocês tem feito no Temacast, abordando os mais diversos assuntos de forma tão ampla e divertida. Cada episódio que ouvi, além de diversão garantida traz sempre alguma informação, curiosidade ou complemento interessante sobre os assuntos debatidos; e isso tem sido uma experiência enriquecedora.

    Falando especificamente desse episódio dos Beatles, gostaria de ressaltar o notável trabalho de base feito, onde vocês abordaram de forma riquíssima os primórdios da banda, não apenas focando no quarteto em si mas também nos arredores, traçando o cenário musical e comportamental da época, além de valiosas informações acerca da vida dos membros da banda e todo o pessoal envolvido. Impossível falar de Beatles sem contextualizar o antes e depois, já que esses gênios e sua arte foram muito mais que um fenômeno musical datado; traçaram toda uma revolução cultural que deixou marcas permanentes em nossa sociedade. E isso foi muito bem sacado na produção de vocês. Parabéns pelo excelente trabalho e abraço a todos e a todas 🙂

    • Grande Cesar!
      Obrigado por vir aqui dar sua opinião sobre o nosso trabalho.
      No que diz respeito aos Beatles estávamos a um bom tempo gestando um episódio e não encontramos outra maneira de falar deles, da forma como queremos, se não fosse com um episódio de 3,5h ou dois de 1h e pouco. Optamos por ser em dois para que não ficasse tão pesado.

      grande abraço!

    • Obrigado Cesar!

  • Paulo Fernando

    Este é um “temacast” bastante esperado vou embarcar nesse “submarino” agora kkkk!!!

    • Olá Paulo.
      Obrigado pela visita e que referência legal do submarino!

      abraço

  • Leonardo Amaro – 30 anos – Analista de Testes – Blumenau – SC

    Fala galera, esse eu ouvi no busão pra prestar bastante atenção e comentar decentemente, já que nos últimos não deu muito tempo.

    Existe alguém mais fanático por Beatles do que o Igor Alcântara? Eu não conheço, o cara é realmente fera e entende do assunto!
    Bom, não tenho nenhuma informação extra pra compartilhar sobre o episódio, a pesquisa que vocês fazem é realmente impecável e conseguiram contar muito a história do surgimento da banda, os vários nomes, é realmente muito bacana. Como já falei anteriormente, não sou muito fã dos beatles, gosto de algumas músicas mas dificilmente chegaria num nível Fã Igor Alcantara, mesmo porque minha infância, influências, gostos, vieram de outras fontes do final dos anos 80 e anos 90, então não me identifico com eles tanto assim, entendo a importância histórica e da virada que eles deram, o estrondo feito por eles. Vou passar esse programa pro meu velho Roberto Amaro, esse sim sei que vai se amarrar com a história e lembrar da sua infância, etc, imagino que deva gostar muito dos Beatles.
    Excelente o programa, mandaram muito bem como sempre, vocês são feras!
    Abraço!

    • Grande Léo!
      Obrigado pelo comentário meu querido!
      Você está certo. Não precisa ser fã nível Igor Alcantara para querer saber da história de uma banda que influenciou tanto a música mundial.
      Com certeza o seu pai vai se identificar muito com o episódio.

      Grande abraço

    • Valeu Leo! Não é fanatismo, é amor!

  • Priscila Guerrero

    Seixas, estou ficando maluca! Achei que não tinha visto o episódio novo sair, mas veja você, assim que você publicou, eu dei um RT para minha prima que é fã da banda, lá pelo Facebook! Mas não me atentei naquele momento que era um episódio novo! Acho que preciso de férias, né? Bom, hoje ouvi esse episódio e gostei bastante da abordagem. Por curiosidade, pesquisem sobre um conjunto brasileiro, chamado The Terribles. Eles eram muito fãs dos Beattles (óbvio) e um dos integrantes foi o meu professor de guitarra (parei as aulas, preciso retomar) e ele, meu professor, tinha um pôster dos Terribles na parede da sala de aula. Bom, só curiosidade aleatória mesmo. Excelente trabalho de pesquisa, parabéns ao Igor, a presença dele nos podcasts que ouço é sempre bacana. A participação da Bel também foi bem legal! E claro, você, Seixas, sempre muito educado e gentil com os ouvintes lá pelo twitter, é muito bom ouví-lo! Forte abraço a todos! Aguardo ansiosamente o Lado B!

    • Priss, uma feriazinha de vez em quando é bom, hein!
      Eu é que agradeço a você pela grande força que dá ao Temacast, sempre indicando e recomendando o nosso trabalho. Qto aos Terribles vou dar uma pesquisada.
      Havia uma banda (ainda há, já que nunca se dissolveu oficialmente) chamada Renato e Seus Blue Caps que lançava versões em português dos sucessos dos Beatles.

      Obrigado por vir participar e um grande abraço

    • Obrigado pelo carinho Priscila e que bom saber que, ao invés de enjoar da minha voz, você gosta da minha presença nos Podcasts.

      Um abraço para você e para a mamãe freak.

      • Priscila Guerrero

        Ela agradeceu, Igor! Embora ela te confunda ainda, não sei porque, com o Leo Mitocondria. rs

  • Nerdanderthal

    Bem, falar de Beatles é falar da minha adolescência, da minha vida.
    A influência desse grupo nos jovens da minha época, foi enorme, principalmente nas atitudes um tanto rebelde, no corte de cabelo e a corrida para compra de violões.
    A grande maioria das músicas dos Beatles tocadas nos primeiros discos, era com poucos acordes, ou seja, com certa facilidade de se tocar. Com isso, muitos garotos se reuniam nos prédios, nas ruas e colégios, para tocarem violão onde o repertório era quase todo composto por músicas dos 4 garotos de Liverpool.

    Eu, além de fã, sou tipo Igor, tendo uma verdadeira paixão pelo grupo. Talvez Freud explique isso, mas certamente porque me trás todo esse passado, a frustração de nunca ter visto os Beatles ao vivo e o prazer de tocar suas músicas no violão ou na guitarra.

    Eu poderia ficar uma hora contando história sobre todo esse “mundo beatlemaníaco” aqui no Rio, mas fica para outra ocasião.
    Meio Parabéns ao TemaCast (a outra metade só depois do Lado B, rsrsrsrs) pelo cast, com muita coisa que, confesso, não sabia.
    Meus filhos, apesar de serem de outra geração, também viraram fãs dos Beatles e de muita banda da minha época – Êta bom gosto!!!
    Minha filha Priscila, bem mais, daquelas que chora quando assistimos aos show do Paul e que teve o privilégio, que não tive ainda, de ir a Liverpool conhecer o Cavern Club e tirar foto abraçada à estátua de John Lennon.

    All you need is love!!!

    • Grande Nelson!
      Que legal a tua história. Obrigado por contar pra gente e compartilhar estas fotos que são de doer os olhos!!!!!
      Um grande abraço pra você

    • Obrigado pelo comentário Nelson.

      Eu sou como sua filha, virei super fã por causa dos meus pais, especialmente por causa da minha mãe. Quando o John morreu, foi toda a família com cuidado contar para ela com medo da reação que ela poderia ter. Ela chorou muito por semanas, mais do que quando morre um parente.

      Vendo as fotos acima, dá vontade de voltar a Liverpool. Foi um dos dias mais emocionantes da minha vida.

      Um grande abraço!

      • Nerdanderthal

        Com certeza a gente se identifica tanto com nossos ídolos e eles acabam fazendo parte da nossa vida, da nossa história e boas recordações. Quando eles se foram, como John, George e Ayrton Senna, confesso que foi difícil não me emocionar.
        No caso dos Beatles ainda tem outro fator muito forte que faz parte dessa emoção que é a MÚSICA.
        Para quem gosta, toca e curte, ouvir The Beatles, para mim, é viajar por um céu de diamantes.

  • Olá Francisco !!!

    Um episódio que podemos chamar de épico, e que que é quase obrigatório escutar mais de uma vez.

    Eu escutei pela primeira vez Beatles uma vez que estava à toa na casa da minha avó nas férias, e meus tios deixaram os discos ORIGINAIS dos beatles no armário de discos.

    Maioria dos meus tios já tinham casado, e sairam da casa de meus avos.

    O primeiro disco que escutei foi “with the beatles”, e aquele som me apaixonou de cara. E o que mais me “revoltou” foi que meus tios (que nao eram da epoca que os beatles foram lançados) nao davam valor àquilo tudo.

    A partir de então fiquei fã de carteirinha. E principalmente colecionar toda a literatura a respeito da banda.

    no ano de 2007 fui apresentado ao Box de DVD´s para o documentário realizado pela BBC, com detalhes, histórias, fotos e segredos inéditos e nunca contados.

    Seguramente o Temacast agrega ainda mais ao conjunto de DVD´s, com dados, relatos e histórias pessoais que eu pessoalmente sentia falta.

    Um trabalho épico que entrou para o “hall of fame dos podcasts” do Brasil.

    Parabéns

    Luciano

    • Obrigado Luciano! Que bom que você gostou!

      Aguarde pelo Lado B, vai ter ainda mais conteúdo.

    • Olá Luciano!
      Que legal que vc curtiu… O lado B será ainda mais repleto de informações. Aguarde!
      Obrigado pela visita e comentário

      abraço

  • José Fernandes

    Olá cavalheiros. Primeiramente gostaria de dizer para os outros ouvintes não cometerem o mesmo erro que o meu: Fiz maratona e só vim comentar hoje.

    Gostaria de dizer outra coisa: NUNCA PAREM!! Digo isso pois tenho certeza que em algum momento o desânimo pode bater, questionamentos pessoais podem tentar derrubar a força de nos trazer mais episódios e este meu incentivo tem um motivo especial. Sou professor de história e as vezes o meu lago está muito calmo (adoro essa metáfora). O Temacast cai como um enorme meteoro e reverbera por todas as direções. Sim! Vocês inspiram as minhas aulas e saibam que indiretamente atingem algumas centenas de pessoas.

    Querem outro exemplo? Ouvia um dos episódios em que vocês falavam da teoria da “janela quebrada” e no mesmo momento fiz um experimento: Mesmo com os lugares preferenciais estando ocupados cedi meu lugar a uma senhora e a partir daí uma onda de solidariedade se espalhou pelo ônibus. Isto me remeteu ao episódio “O Brasil tem jeito?” (apesar de ser bem desanimado com o Brasil). Conseguem enxergar o tamanho da onda Temacast? Obrigado por estarem presentes e ao irmão/amigo Vinnie Mayer por me recomendar vocês.

    • Olá, José!
      O que dizer deste teu comentário? Claro, obrigado é de praxe, mas acredite que tem uma força muito grande para continuarmos nossa tarefa.

      Grande abraço

    • Muito legal seu comentário, José!

      O que queremos é fazer uma diferença positiva na vida das pessoas. Seja desde uma coisa pequena como transmitir conhecimento até algo mais complexo como provocar reflexões a respeito de diversas coisas.

      São comentários assim que nos dão energia para seguir em frente.

      Um grande abraço!

  • Rôney Gleison

    Olá Francisco e Igor. Como vão?

    Me chamo Rôney Araújo , moro em Macaúbas-BA, e tenho 25 anos.

    Entro em contato, primeiramente, para pedir desculpas. Pois ouço o podcast desde o primeiro episódio e, só hoje, me dispus a comentar. Sim, eu sei, essa minha ingratidão não é nada sadia rs. Bem, antes tarde do que nunca, quis me redimir. O trabalho que vocês estão desenvolvendo a frente desse projeto é de uma riqueza sem igual. Consumo muito a mídia podcast e, tenho que ser sincero, o Tema Cast está entre os melhores do Brasil, sem dúvidas. Adoro história. Os temas transversais que vocês abordam, de uma forma coordenada, argumentativa e, acima de tudo, livre de vícios interpretativos, me deixa eufórico ao ouvir. Trabalhos como esse tem que ser divulgado e disseminado intensamente. Faço isso sempre que posso. Mas é isso. Passando apenas para desejar mais sucesso e parabenizar pelo grande trabalho. Sou fã do podcast.

    PS O cast sobre Lampião, Regime Militar e sobre Raul Seixas entra no hall daqueles programas que devem sempre ser lembrados.

    Abraço

    • Muito obrigado Rôney! Adorei seu comentário. Nós damos o melhor de nós e procuramos evoluir a cada episódio.

    • Obrigado pela visita e generosidade Rôney!
      Você pode nos ajudar divulgando para os teus amigos…

      abraço

  • Carlos Henrique Meireles Corbo

    Olá Francisco Seixas e equipe,

    Eu me senti lisonjeado por terem lido um comentário de um
    programa tão antigo sobre a felicidade. Obrigado pela importância que tens dado
    aos comentários pelos seus ouvintes.

    Bem, eu não podia deixar de comentar esse episódio. Eu tenho
    que confessar que eu não sou fã dessa banda, mas isso não significa que eu acho
    a música ruim. Eu devo admitir que eles tiveram uma grande importância para a história
    do rock, influenciou gerações e acho que ainda continua influenciando. É só uma questão de escolha mesmo. Aliás, eu
    creio que nós escolhemos ser ignorantes em alguma coisa, mas desta vez, eu
    escolhi sair da ignorância ouvindo esse podcast.

    Fiquei fascinado com a história e tudo que vocês trouxeram desde
    a primeira formação, principalmente as histórias que envolveram John Lennon e sua
    mãe bem como também toda a trajetória até chegarem ao ponto que chegaram.
    Encantou-me de tal forma que eu ouvi três vezes e uma dessas vezes foi no carro
    durante uma viagem com amigos para uma cidadezinha aqui perto da capital do Rio
    de Janeiro. Como eu disse anteriormente, até ouvir esse podcast eu não gostava
    tanto dessa banda, mas na viagem havia um amigo que gosta muito e só não é tarado
    pelo Beatles por falta de investimento (risos). Enfim, todos gostaram e
    imediatamente passei o feed do programa para eles e acredito que vocês ganharam
    mais três ouvintes. Eles devem fazer comentários nos próximos episódios, mas se
    eles não fizerem é porque são preguiçosos mesmos (risos). Contudo, podem
    acreditar, eles gostaram muito do programa foi um deleite ouvir todas as
    histórias que vocês contaram durante a viagem.

    Um abraço e parabéns pelo excelente trabalho.

    • Beleza Carlos?
      Então…. esta é a ideia… mesmo que você não goste, ouça pq o que vc não gosta pode abrir um portal na tua vida e no mínimo vai te enriquecer!
      Obrigado pelo comentário e pela história com teus amigos!

      abraço

    • Belo comentário. Muito obrigado, Calor. Me sinto lisonjeado. Nossos ouvintes são demais.

  • Priscila Guerrero

    Terminei de ouvir pela 2ª vez, agora com minha mãe. Gostamos muito. Ela pediu para dizer que na época, as informações não chegavam sobre eles. Que ficaram sabendo quando já estavam estourando de sucesso e que teve muitas informações que ela não sabia, porque as músicas não chegavam mesmo. O que chegava, eram ‘versões’ brasileiras, onde trocavam as letras e aproveitavam a melodia (técnica do Latino de roubar melodias não é tão dele assim, vejam vocês!). Dona Dora gostou muito e me perguntou se já tinha saído o Lado B, rs. Bom, no geral, gostei também. Não são minha banda favorita, mas com certeza são muito importantes para a história do Rock. Abraços!

    • Valeu Priss!
      Manda abraço para a dona Dora e ela está certa ao dizer que chegavam versões por aqui. Pergunta se ela conhece Renato e Seus Blue Caps. Eram os campeões de versões dos Beatles!

      abraço

    • Obrigado pelo comentário, Priscila! Dia 01 sai o Lado B (ou parte dele).

      Um abraço para você e para a Mama Freak.

  • Pingback: Temacast #20 - Beatles - Lado B - parte 1 - TemaCast()

  • Pingback: Temacast #21 - Beatles - Lado B - parte 2 - TemaCast()

  • Dalman Marinho

    Olá pessoal! Conheci o cast de vcs essa semana já ouvi Lado A/B, puxa muito bom o trabalho de vcs, sou ouvinte de casts a muito tempo e sei quando eu me encontro com o trabalho bem feito, parabés! Ja estou baxando os demais e já indiquei vcs para outros amigos. Abç!! Curitiba-PR, 35anos.

  • Petrus Augusto

    Que cast fantástico!!

    Sim, eu adoro os Beatles… Não sou um maniaco mas, gosto muito.!

    E esse cast, foi muito bom!! Perfeito!

    Estou fazendo uma maratona, e, a cada episodio eu curto cada vez mais!!
    Ótimo trabalho!! Meus parabéns à todos vocês! E agradeço pelo ótimo trabalho de vocês!

    • Que bom que gostou Petrus.
      Não poderíamos fazer nada menor que isto com a intenção que tínhamos ao falar dos Beatles

      obrigado

    • Obrigad Petrus! Essa série de episódios sobre Beatles foi a que fiz com maior paixão.

  • carlos roberto carvalho

    Oi, souo Carlos Roberto, conheci o temacast depois de uma participação do Seixas no na porteira cast. Comecei pelo cast de corrupção na ditadura, adorei assim como esse dos Beatles e do British Invasion.Espero ancioso pelo cast do Led Zeppelin.

  • Pingback: Os 15 episódios de podcast que você deveria ter ouvido em 2015 – Mauro Segura()

  • Pingback: Temacast Especial de Férias - leitura de emails - podcast()

  • Pingback: Temacast Especial de Férias – leitura de emails – Podflix - TemaCast - Podcast()

TemaCast © 2014-2017
Scroll Up