[baixar versão zipada]

Depressão: O que dizer da dor que não pode ser dita? Sem causa ou natureza definíveis, sem possibilidade de compreensão? Dor do nada, simplesmente do vazio de existir, indescritível, incomensurável, e que, por isso mesmo, chama em vão a palavra?  Muitos falaram dela, para dizê-la, traduzí-la ou minora-la usaram termos como: tristeza, trevas, sombras sem fim, sol negro, nevoeiro, tempestade em céu sereno, certeza infeliz, apatia, tédio…

Aristóteles e outros estavam seguros de que era uma admirável condição da mente, associada à inteligência, à genialidade e à criatividade. Hoje a melancolia cede terreno à depressão, que implica diminuição, redução e decréscimo. Mas o que de fato define, indica ou revela essa forma de marcar tristeza?

Como se transforma em doença a dor de existir?

É comum as pessoas pensarem na depressão como tristeza e associar episódios e comportamentos isolados, que na verdade podem ser apenas episódios de ansiedade ou mesmo um luto que se estende um pouco mais do considerado normal. Também é comum pessoas falarem que depressão é apenas “frescura”, falta do que fazer, e que o deprimido não está “doente de verdade”. Podem associar a características isoladas da depressão e não compreender que o deprimido precisa de ajuda profissional e também suporte e apoio dos amigos e familiares. O senso comum também associa a depressão imediatamente ao suicida, mesmo que por vezes, não haja intenção suicida por parte do deprimido. Muita gente associa a depressão a uma “personalidade fraca”. O deprimido, no senso comum, pode ser alguém ligado a problemas espirituais, um pessimista ou alguém “mimado”, que não sabe lidar com responsabilidades da vida adulta, do cotidiano.  Por essas observações, é fácil notar o quanto o deprimido é julgado pela sua condição e o quanto as pessoas, em geral, são leigas quanto a esse tipo de distúrbio…

Saiba mais sobre isso ouvindo este episódio…


PARTICIPANTES
  • Francisco Seixas @temacast
  • Igor Alcantara (igoralcantara)
  • Juliana Torres (Facebook)
  • Faísca e Fumaça – cachorrinhos da Juliana ainda sem site, Facebook e outros 🙂
FONTES 
Livros
  • Ansiedade e Depressão, prof. Dr. Wilson Ferreira de Melo
  • Depressão e Gênero: por que as mulheres deprimem mais que os homens
  • Analise Funcional de um caso Clinico de Depressão, Sobre Comportamento e Cognição. Pags 195 a 202. Vera Regina Lignelli Otero.

VEJA MAIS

FILMES SOBRE O ASSUNTO

 


VITRINE

MÚSICAS DESTE EPISÓDIO
  • Queen – Under Pressure
  • Radiohead – Creep
  • Coldplay – A Sky Full Of Stars
  • Radiohead – Fake Plastic Trees
  • Coldplay – Yellow
  • Coldplay – The Scientist
  • Coldplay – Midnight
  • Coldplay – Magic
  • Coldplay – Paradise
  • Coldplay – In My Place
  • The Smashing Pumpkins – Mellon Collie and the Infinite Sadness
  • Coldplay – Viva La Vida
  • Radiohead – No Surprise
  • Radiohead – How to disappear completely
  • Radiohead – There There
  • Aerosmith – Crazy
  • Bryan Ferry – Make you feel my love
  • Cliff Richard – We Don’t Talk Anymore
  • Kim Carnes – Bette Davis Eyes
  • Falko – Der Komissar
  • Creedence Clearwater Revival – Proud Mary
  • Deep Purple – Smoke On The Water

NOSSA PLAYLIST NO SPOTIFY:

Link


NOSSO GRUPO NO FACEBOOK

Se você quer participar do nosso grupo basta ir em AQUI. Participando você poderá sugerir pautas, interagir com outros ouvintes do Temacast, participar de sorteios e saber com antecedência de várias coisas que ocorrerão num futuro breve.


  • Olha a coincidência aí!
    Mando email de voz e quem participa do programa? A Juliana, que foi quem me apresentou o TemaCast ehhehe
    Ótimo programa! Forte abraço!

    • Valeu Régis… abração!

    • Juliana

      Régis, que bom saber que apresentei pra um ouvinte fiel ^^
      um abraço!!

  • Augusto Firmo

    Muito importante essa divulgação da depressão como uma doença, e uma doença séria. Recentemente perdi uma amiga e um grande amigo por conta da mesma. Mesmo passando por tratamento, ambos acabaram cometendo suicídio, e infelizmente o da primeira influenciou o do segundo, sendo o tempo entre eles de apenas duas semanas.
    No mais, parabenizo pelo trabalho feito neste episódio, e pelo podcast como um todo.

  • Washington Lins

    Tema muito importante. Acredito também que o maior problema da depressão é mesmo o preconceito daqueles que pensam se tratar apenas de frescura e que basta querer pra sair desse estado tão crítico. As vezes ate pode ser possível, mas na maioria das vezes a pessoa precisa de todo apoio possível. Parabéns e obrigado por tocarem num tema tão significativo.

    • Valeu pelo comentário Washington… com certeza muita gente chega a dizer que a depressão não existe e que o deprimido está só querendo chamar a atenção… triste, isso.

      grande abraço

  • Pedro Braga

    Excelente Cast. Ter o exemplo de vida do Igor enriqueceu bastante o bate papo, já que hoje, posso considerá-lo “próximo” a nós ouvintes.
    Mais uma vez, parabéns a vocês pela grande pesquisa e para a especialista no assunto, Juliana.

    • Parabéns a você que consegue um tempinho para dar sentido ao nosso trabalho como produtores de conteúdo!

      abraço

    • Juliana

      Obrigada Pedro! É bacana saber que você gostou do conteúdo.

  • Muito, muito, muito bom esse tal de temacast.
    Esse assunto é pouco conhecido por milhares de lares, vocês trataram do tema de forma clara.
    Gostei muito.

    Ju, você é fantástica.

    Obrigado por lerem meu último e-mail no postcast.

    Respondendo ao comentário do Francisco, sobre meu comportamento gastronomico não, aqui em casa não tomo chimarrão com aquela farinha do nordeste, na verdade não gosto nem um pouco de chimarrão. kkkkkkk
    Continuem com o excelente trabalho.

    Felipe Oliveira – Blumenau SC

    • Que legal que vc gostou e veio comentar!
      Ah! obrigado por esclarecer sobre o chimarrão! ahahaha

      abração

  • Nerdanderthal

    Um PARABÉNS rapidinho porque vocês merecem.
    Ando muito atolado com trabalho e com assistência ao meu mano, mas continuo tendo sempre um tempinho para ouvir o Temacast. Me renova os conhecimentos e me entretém.
    Até o próximo!!!

  • Parabéns pela galera do Cast, tema super interessante e importante de ser abordado.

  • Renato Fh

    Excelente este episódio. Gostei da forma que o tema foi debatido de forma clara e até pessoal mas de uma maneira bem equilibrada. A depressão é um grande tabu na nossa sociedade e este tipo de material esclarecendo o que é e uma breve visão de como lidar ou com a depressão ou com pessoas deprimidas é importantissimo para aprendermos a como lidar com isto.

  • Agatha Gonçalves

    Os podcasts estão cada vez mais instrutivos do que qualquer programa na televisão que deveria ser instrutivo.
    Parabéns, vocês mandaram bem.

    A Juliana sempre mandando bem também.

    Beijos

  • DefendaSeuDinheiro

    Episódio fora de série.

    Altíssima qualidade.

    Deveria ficar fixo na página.

    Utilidade pública. O SUS deveria usar como base para orientar os pacientes. Belo filtro para pessoa se achar em que tipo de ajuda deve buscar.

    • Obrigado amigo(a)!
      Mas, qual seria teu nome?

      • DefendaSeuDinheiro

        Vilmar

        • Beleza, você já tinha dito em outro post e eu ainda não tinha visto!
          abração

  • Ricardo Tamanini

    Para ficar ainda melhor esse episódio, só faltaram umas músicas do Joy Division. Na minha opinião, uma banda que tem “um que” de depressivo, assim como o Radiohead.
    Esse cast me fez refletir o meu passado. Isso é bom para a gente saber como ir para a frente e dar a volta por cima na vida!
    Abraços!

  • Erick Suzart

    Como se costume um excelente cast, ele me fez refletir que tenho alguns comportamentos depressivos: não sentir ânimo para fazer as coisas, me isolar dos outros etc. Porém não me vejo como uma pessoa depressiva pois nunca me passou pela cabeça o suicídio ou deixar de fazer minhas responsabilidades e obrigações. Acho que é só preguiça mesmo (fica a dica pra um cast sobre). Porém um irmão meu tem depressão, não precisa nem levar a um médico especialista para verificar isso, ele frequentemente fala em suicídio, diz ser um inútil e é um viciado em games digitais, acho que ele tenta preencher a “sensação de vazio” com jogos que na minha opinião em sua maioria não suprem esta sensação apenas iludem. E cada dia mais ele se afunda no poço deixando de lado suas responsabilidades e afazeres para ficar jogando.

    Obrigado pelo cast e continuem com o ótimo trabalho!

    • Jorge Virgilio

      Olá, Erick. Obrigado pela mensagem e pelos elogios. Se o seu irmão possui sintomas claros de depressão, recomendamos que você o leve o quanto antes a um especialista. Depressão é um problema muito grave, e por vezes termina em tragédia, quando não tratado. Abraços e esperamos ter ajudado de alguma forma.

TemaCast © 2014-2017
Scroll Up